Resultados de pesquisa

Happiness

|
Dan: Everybody wants to be happy.
Larry: Depressives don't. They want to be unhappy to confirm they're depressed. If they were happy they couldn't be depressed anymore. They'd have to go out into the world and live. Which can be depressing

in "Closer" de Mike Nichols, 2004

Emilie Simon

|

Aconselho que ouçam algumas músicas desta jovem.

[Descrição Last.fm, adaptado]
Émilie Simon é filha de um engenheiro sonoro, e cresceu em Montpellier, na França. Ela estudou canto lírico no Conservatório durante 7 anos antes de estudar músicas antigas em Sorbonne e, mais tarde, música na IRCAM; ela tentou tocar Jazz e depois Rock, até que finalmente se resolveu por música eletrônica.

Ela escreveu, compôs e cantou todos os seus álbuns, e também é acostumada com equipamentos de gravação, frequentemente dando um toque pessoal nas músicas e na produção. Ela programa e edita os efeitos sonoros na maioria de suas músicas. Seu casamento com John Santiago era um segredo até Agosto de 2007. Émilie Simon continua expandindo sua fama pela nação, e pelo mundo.

Em maio de 2003, Émilie lançou o álbum “Émilie Simon”. O álbum eletrônico foi muito aclamado pelos críticos e fez sucesso comercialmente. Para promover seu álbum, Émilie fez várias apresentações na televisão por toda a França. Em 2004, ela recebeu o prêmio “Victoire de la Musique” na categoria ‘Álbum Eletrônico’ com “Émilie Simon”.

Queres ser o Pikachu?

|
Porque nunca se sabe quando uma coisa destas pode vir a ser útil... Tirado da WikiHow.com

How to Be Just Like Pikachu

If you love Pikachu then why not be Pikachu. He is a mouse so living his life might be a little difficult, but some of his traits are valued in people like his loyalty and wit. Step into this guide and be just like everybody's favourite little critter!

Steps

  1. When you're around little children (like Togepi) you must be mature and responsible and willing to stand up for them when they're being bullied. You should be standing up for most people whether they're your friends or not. Children need to enjoy your company and you need to enjoy theirs - providing they aren't pulling you about that is! You know right from wrong and you make that perfectly clear, even if doing so is a threat.
  2. You should enjoy your food like it's a hobbie. Nothing quite beats a juicy red apple as a snack during your day. You should be happy quietly munching away at your dinner and letting everybody else do the talking.
  3. If you know somebody who has a crush on you or just wants to be your friend but you think they're a little out of your league don't hesitate to ridicule them. Be obstinate, sarcastic and down-right rude even if they're trying their best. Once they've proved their worth give them a chance then it'll be your turn to really make your relationship special. If they still care for you at this point then they should be more than happy to take it! Pika doesn't want to be mean - this is just his way of showing you he's shy!
  4. You need to be popular around friends either because of your friendliness, humour, selflessness, loyalty, cuteness or some unique value. You just have one of those personalities. However, there may be some people who don't like you the way you are and want to change you! You must be happy being who and what you are and not seek conformity, even if Lt Surge tries to scare you into it.
  5. It's because you are cute and sweet why many people think you are a pushover and underestimate your power. You may also come across a bit dim but it's only because you don't like to brag. In reality you need to be a strong person who can be relied upon as a thinker, a leader and one who solves conflict in a group. You should just want to get things done and enjoy yourself at the same time by being with others. That's why you have to let yourself be emotional and sentimental at times when what's important to you is celebrated.
  6. Now you are just like your sparky little idol! Watch episodes of pokemon to see how he behaves in certain situations. Note is facial expressions, body language and his attitude. Charming isn't he?


Tips

  • Not everyone can be as adorable as Pikachu, so work on what raises your cutness the most like your doeful eyes or your politeness. Then you can give people a taste of your shocking personality.
  • Spend some quality time with family as Pikachu likes being around others of his kind as well as friends. Watch a movie or play a game. Pikachu loves playing games, especially outdoors.
  • Be bold and adventerous. You should like to try new things of all kinds - go to new places and meet new people as well. You should always be even happier to see old faces as well though!
  • It's optional, but when happy or worried or curious you might want to have your own phrase. People will be creeped out if you just say "Pikapi" every two minutes, but Homer says 'Doh' and Vhelma says 'Jinkies' you why don't you have your own word too. You might even find you're a bit of a trailblazer like Pikachu himself.


Warnings

  • Where step 3 is concerned, it is advisable that you do not behave like this in a job interview with your potential boss or work colleage. It wont make your worklife easy if you climb up a tree every time they try to reaon with you is it?
  • Do not try to electrocute those who annoy you. We all feel like doing this at times but remember you're only being 'like' Pikachu. Throwing a toaster in your flat mate's bath because they used your toothbrush is simply not acceptable. Try taking a nap instead - Pika likes his naps.
|
Depois de Madrid, eis que andei a experimentar por cá o "impensável" (para mim :P) - lojas de roupa! Pois é, pois é, não fiquei por Madrid, não.
Só digo: lojas de roupa e eu não combinamos mesmo! :|

Lar.

|
Cansada, depois de um dia de trabalho. Sem vontade de fazer seja o que for, porque nem sequer dormir consigo, começo a dar azo a um vício meu - ver fotografias. Dentre as centenas que vejo, algumas fazem-me desejar voltar ao momento em que as tirei, porque me lembro de cada momento que fotografei, por mais leviano que pareça.

Saudade. (Será mesmo?)
Tudo depende de como vejo as coisas e sei que nem todos as vemos da mesma maneira e que, várias vezes, cada um de nós teima mesmo em como as vê completamente diferentes de como os outros as vêem. Não deixam, portanto, de ser pontos de vista. Não deixam, portanto, de mostrar algo de nós.

Tenho no meu Flickr algumas fotografias que descrevi como postais da minha cidade natal ou postais de "casa". Só que, neste momento, para mim não há "casa"; "casa" enquanto lar. Onde anda, totalmente perdido em labirintos, nalgum sítio em que eu não encontro, esse sentimento bom de acolhimento, de aconchego. Não há nada a que eu chame "lar, doce lar", assim como não há ninguém a quem chame "paz".

Estou simplesmente cansada.

God will...

|
Bem, não resisti a copiar para aqui o video que vi num blog que costumo visitar. É o "Que Treta!". Bem, copiar não é bem o termo porque o video está no YouTube por isso... De qualquer maneira, a partir de certa altura não conseguia deixar de rir a ver e ouvir o video por isso acho por bem partilhar esta preciosidade! Have Fun!



Descoberta de fóssil de crustáceo revela Antárctida com clima mais quente

|
Os Vales Secos na Antárctida parecem imutáveis. (...) Mas um grupo de cientistas do Reino Unido e dos Estados Unidos descobriu fósseis com 14 milhões de anos de um tipo de crustáceos chamados ostracode. A descoberta obriga os investigadores a imaginar aquela paisagem agora inóspita como uma região com vegetação, lagos e com um clima mais temperado.
“Na Antárctida é a primeira vez que se encontram fósseis destes”, disse Mark Williams do departamento de Geologia da Universidade de Leicester, referindo-se aos fósseis de um milímetro de comprimento, que pertenciam a organismos que viviam em lagos.
No Monte Bóreas, situado na ponta do vale McKelvey, um dos três que formam a região, os cientistas encontraram outros fósseis. (...) os ostracode [foram os] que surpreenderam os investigadores: “Temos pernas, partes bucais e os órgãos reprodutores. Até conseguimos ver os pêlos das pernas”, disse o geólogo, entusiasmado com o grau de conservação dos fósseis.
A segunda surpresa é que a descoberta obriga a rever a cronologia climática do continente. “A presença de ostracode que vivem no lago a estas latitudes - 77 graus Sul - é notável. Na distribuição moderna, os mais a sul estão a 60 graus”, explica o investigador. (...)
Segundo Adam Lewis da Universidade do Dacota do Norte, nos Estados Unidos, em 250 mil anos os glaciares que rodeavam aquela área deixaram de alimentar os lagos, o clima arrefeceu e gradualmente a região foi se tornando como hoje a conhecemos. "Passado 13,8 milhões de anos não existe água, é seco e frio”, disse o investigador à BBC News.
A descoberta foi publicada na revista científica “Proceedings of the Royal Society B” e vai ajudar a compreender a evolução do clima terrestre. “Temos este enorme salto climático que aconteceu há cerca de 14 milhões de anos, quando os oceanos se reorganizaram e a Antárctida congelou”, explica Williams. Para o investigador, os fósseis precedem a mudança e são o seu testemunho.

Fonte: Público Online (adaptado)

Aprendamos com eles...

|

Vá... Cheer up Wee!

Onde tá teu mestre?

|
Pode não ser mestre mas é sol e é quentinho. Onde anda ele? Chega uma pessoa ao ponto de o dar como certo e depois acontecem coisas como estas! Não acho bem.

PhotoEspaña

|
Já começou (ainda eu lá estava xD). Passa por cá. Até 27 de Julho. :)
PhotoEspaña.

Publicidade.

|

Created with Admarket's flickrSLiDR.

Bijeu

|
Voltei, voltei, voltei de ! Numa frase: Ok, eu gosto de cidades grandes, de preferência no litoral.
Viseu, 42º. Porto, 30º. Dúvidas?
Isto de andar a viajar e depois perder transportes não dá com grande coisa, às vezes. :P

Calvinice #1

|
Ora eu há algum tempo tinha um blog exclusivamente dedicado a tiras de Calvin & Hobbes. Era uma por dia até que a certa altura me fartei...não, fartar não, é uma palavra demasiado forte. Digamos que me encontrei entediado pela monotonia que era fazer posts de tiras uma vez e outra e outra e outra... Vocês entendem certamente. De qualquer maneira, decidi revitalizar parcialmente essa ideia e de vez em quando vou aproveitar este espaço para recordar o belo trabalho de Bill Watterson. Enjoy!

Videoclips preferidos 2

|
Red Hot Chili Peppers - "Around the world"
R.E.M. - "Everybody hurts"
Manu Chao - "Raining in paradise"
Zita Swoon - "Banana queen"

Jamais desafiarás as cartas lidas...

|
Bem, eis o meu primeiro post depois de a Wee ter extendido a participação neste espaço à minha pessoa!

Primeiro, os meus agradecimentos e um bem hajam aos outros membros. Isto de escrever num blog em vez de simplesmente comentar envolve uma maior responsabilidade.

Segundo, o verdadeiro motivo desta minha contribuição:


Sim, acabei de chegar desse maravilhoso festival fazem agora perto de 2h e foi BRUTAL! Estou todo roto mas valeu a pena como poucas coisas valem realmente! Igualmente bom como o ano passado, teve excelentes actuações de bandas conhecidas, menos conhecidas e perfeitos estranhos. Para a história ficam actuações de "The National", "The Hives", "Rage Against The Machine", "Kumpania Algazarra", "The John Butler Trio", "Within Temptation", "Xavier Rudd" "Neil Young" e "Ben Harper". E isto usando apenas nomes do palco principal... Estou certo que houve também qualidade no palco secundário mas, não há tempo para tudo.

No geral, para mim, teve um balanço positivíssimo e, a não ser que as cartas digam que vá ser impossível, para o ano lá estou eu! Aconselho toda a gente a ir também, mesmo que não conheçam as bandas. A probabilidade de serem surpreendidos é grande!

Eles estão de volta!

|
Se eu triplicar o saldo na praia,
desfilando como um manequim,
os rapazes vão ter simpatia
e as miúdas inveja de mim.

É um saldinho pequenino,
triplicado e amarelo que eu vi
numa loja ao pé do liceu...

Sirigaitai yupi yupi ai!

Sirigaitai yupi yupi ai!

Porto

|
Aterradinha no Porto, exposição desmontada com bom feedback (dá-me vontade de partir para outra! :D Mas calma...).
Continuo a detestar este layout, mas não estou com vontade de desenhar um novo agora. Estou a acabar o meu website - outra vez! E se eu me deixasse estar quieta? Era boa ideia! :D
E amanhã, workshop de Flex. :)
Por enquanto, Nouvelle Vague no Oeiras Alive.

This is the day where I got back in touch with someone else.

Nada que ainda não soubéssemos

|
Um quinto dos portugueses com ensino superior não trabalha em Portugal. Este número, que consta de um relatório do Banco Mundial (BM) onde é analisado o fenómeno da fuga de cérebros, dá conta de que Portugal é o país europeu de média/grande dimensão mais afectado pela saída de licenciados e quadros técnicos. Na lista dos Estados com mais de cinco milhões de habitantes, Portugal é 21.º, com a maior percentagem de licenciados a residir fora das fronteiras. Mas esta é uma realidade com traços mundiais entre 1990 e 2000, o fluxo de imigrantes qualificados cresceu a um ritmo anual de 800 mil pessoas.

Por só considerar os países de maior dimensão, este ranking onde consta Portugal deixa de fora países pequenos do Leste europeu, alguns dos quais agora membros da União Europeia, onde a emigração de quadros é também elevada. Apenas Malta, um país de 400 mil habitantes, é contabilizado na lista que inclui a totalidade dos países e que é liderada pela Guiana. Na pequena ilha do Mediterrâneo, mais de metade da sua população licenciada reside no estrangeiro.

Na lista dos países maiores (com mais de cinco milhões de habitantes), elaborada a partir de dados relativos a 2000 e liderada pelo Haiti, surgem a seguir a Portugal mais dois países europeus a Eslováquia e o Reino Unido, ambos com 16,7% da sua população qualificada emigrada. Neste panorama, convém não esquecer que Portugal é um país com forte tradição de emigração. Por outro lado, o relatório do BM não distingue entre as pessoas que emigraram depois de se licenciarem daquelas que frequentaram o ensino superior no país de destino. Uma situação onde estarão muitos jovens nascidos em Portugal, que abandonaram o país ainda crianças, acompanhando os pais emigrantes.

Contudo, a saída de jovens licenciados de Portugal em busca de melhores paragens é um fenómeno que ganha peso. José Cesário, secretário de Estado das Comunidades nos dois anteriores governos sociais-democratas, afirma que o número do BM "não é surpreendente", já que estes fluxos são "cada vez mais evidentes". Garante que, por exemplo, dos jovens portugueses que se formam em algumas das melhores universidades norte-americanas "regressarão apenas entre 10 a 20%". Até porque, "em matéria de investigação, as condições das instituições estrangeiras são melhores".

Também Azeredo Lopes, professor de Relações Internacionais da Universidade Católica, aponta a má situação económica do país como um dos factores que afastam os jovens licenciados. Mas elogia o que chama de "capacidade de procurar" melhores paragens, lembrando que Portugal "acaba sempre por beneficiar a prazo do que poderia ser uma desvantagem". Ou seja, via remessas desses emigrantes para Portugal ou através do próprio regresso dos imigrantes formados mais tarde, que contribuirão para a qualificação geral do país. Assim, explica este especialista, "Portugal tem de aceitar que a tipologia da sua emigração (que nos anos 50 e 60 era maioritariamente de mão-de-obra muito pouco qualificada) mudou e que o fluxo de pessoas com formação superior começou há muito tempo". O que resultará da liberdade de movimentação, por exemplo, no espaço da União, e que é, até certo ponto, esperado.

Desenvolvimento em risco. Mas o fluxo de emigração qualificada resulta também numa maior debilidade estrutural dos países de origem, que vêem sair os seus recursos mais bem preparados para melhorar os índices de desenvol- vimento económico e social. O relatório do BM alerta para o facto de esta fuga de cérebros afectar sobretudo os países pobres, numa dicotomia já habitual de Sul/Norte, e de não ser tão evidente nas potências emergentes (como, por exemplo, China e Índia) do grupo das nações em desenvolvimento.

De acordo com os números do relatório (que não contabilizam a imigração ilegal), mais de um terço do total da imigração que chegou aos países da OCDE era qualificada. Um número muito eleva-do, se se tiver em conta que, a nível da mão-de-obra mundial, apenas 11,3% têm formação superior. Entre 1990 e 2000, a proporção de recursos humanos qualificados que procuraram os países da OCDE cresceu quase cinco pontos percentuais, superando os 20 milhões de pessoas. Tendo também aumentado a percentagem de trabalhadores com o ensino secundário, é evidente que o fluxo de mão-de- -obra pouco qualificada tem vindo a perder importância.

A "fuga de cérebros" resulta também do facto de os países de origem mais procurados terem adoptado políticas selectivas a nível da imigração, procurando especificamente trabalhadores com melhores qualificações. A esta filosofia de acolhimento não será alheio o facto de, por exemplo, mais de metade dos imigrantes do Canadá serem licenciados, assim como 42,7% virem da Nova Zelândia ou 40% dos Estados Unidos.

Lusofonia. Três ex-colónias portuguesas estão também entre as mais "exportadoras" mundiais de recursos humanos qualificados. Cerca de 67,5% dos licenciados de Cabo Verde estão fora deste arquipélago, assim como 45% dos moçambicanos e um terço dos angolanos. Portugal será assim um dos países que mais recebem esta mão--de-obra, ainda que este fluxo imigrante africano e também dos países de Leste não chegue para compensar a "perda" dos emigrantes portugueses. De facto, no balanço entre recursos humanos qualificados que saem do país e os que chegam, Portugal fica a perder. Aliás, este indicador líquido de "fuga de cérebros" piorou entre 1900 e 2000, tendo quase duplicado.

Contudo, o maior problema é, para Azeredo Lopes, o facto de Portugal não estar a atenuar este efeito através de um melhor aproveitamento da comunidade imigrante em Portugal. "Estamos atra- sados no reconhecimento das minorias, na afirmação de um país multicultural e multilinguístico", afirma este especialista. Não são raros os casos de imigrantes, sobretudo de Leste, com formação superior, a exercer profissões pouco qualificadas. "Este é um percurso migratório muito recente e se eles virem os seus países, agora na UE, a crescer, vão-se embora, porque não valorizamos a vida destas pessoas e dos filhos."

fonte: DN Online

En Madrid

|
¡Hola! ¿Qué tal?
Pois bem, por Madrid. A cidade é lindíssima. Só falta uma coisa de premente para me apaixonar mesmo por ela: mar. Isto com uma vista para o mar... e mais nada.
Já ando a falar Espanhol por aí e na casa onde estou fala-se Português, Espanhol (Castelhano), Galego, Basco (Euskadi) e, quando se junta mais gente - como ontem - ainda se fala Francês e Português do Brasil. :) Serve sempre para treinar e para aprender umas coisas.
*Gostava de estar em Turismo!*
Mais de Madrid...
Hoje foi a Manifestación del Orgullo LGTB 2008, ou simplesmente Orgullo'08 - a Gay Pride cá do sítio. Milhões de pessoas a verem e a participarem - literalmente milhões. Muito giro, é um evento muito animado e livre. Se cá vierem nesta altura, recomendo que passem pelo menos um par de horas no desfile. :) (Nota: Cuidado com os apalpões. )
Além do desfile, já andei a conhecer monumentos, jardins, lugares, bares,... Fui a um bar gótico e a um rock, foi marabilhoso. ¡Qué guai! :D
E agora, vou ver se me deito, mesmo estando cerca de 25 graus lá fora (passa das duas da manhã aqui)!

Só porque me apetece e porque não consigo dormir

|
Lembrei-me de começar uma lista cliché e muito provavelmente sempre em construção, mas que me vou esquecer de actualizar regularmente. Uma lista (de alguns) dos meus videoclips preferidos.
E porquê? [entra a música do "Livro dos porquês", do David Fonseca _ "Mas porquê???"]
Porque não consigo dormir! Estão cerca de 22 graus lá fora, são duas da manhã. Não, não me enganei: 22 graus, 2h da manhã. Nem de janela aberta se consegue aguentar (e a minha casa é fresca :|)!

Cá vai a lista, só porque sim e sem ordem em especial:
  • REM - "Lotus"
  • James - "I know what I'm here for"
  • Placebo - "Pure morning"
  • Muse - "Hysteria"
  • Queen - "Innuendo"
  • Coldplay - "Don't panic"
  • Rolling Stones / Neptunes RMX - "Sympathy for the devil"
  • Michael Jackson / Janet Jackson - "Scream"
  • David Fonseca - "Superstars" (ou "Superstars II")
  • Tool - "Parabol/Parabola"
  • Aerosmith - "Jaded"
  • Savage Garden - "Crash and burn"
  • Justice - "D.A.N.C.E."
  • Massive Attack - "Teardrop"
  • Nine Inch Nails - "Starfuckers, Inc."
"Porque é que só a dos James é que tem link para o vídeo? Porque estava a vê-lo. :P