Resultados de pesquisa

Nuclear não, obrigado

|
Ó papão mau vai-te embora

lá de cima do telhado

Deixa dormir o menino

um soninho descansado

Deixa de ficar à espreita

com vontade de assombrar

Os que vivem nesta terra

com o pesadelo nuclear

No olhar de uma criança

pode ver-se a luz do mundo

Não lhe vamos deixar como herança

um planeta moribundo

Nuclear não, obrigado

Antes ser activo hoje

do que radioactivo amanhã

Nuclear não, obrigado

Se queremos energia

sem envenenar o ar

Temos o calor do sol

o vento e a força do mar


letra de Luís Pedro Fonseca

música de Carlos Fortuna

álbum Perto de ti, Lena d’Água 1982

0 weedeias: