Resultados de pesquisa

"Remember me" icon

|
Director: José Manuel Fernandes
Directores-adjuntos: Nuno Pacheco e Manuel Carvalho

POL nº 6112 Quinta, 21 de Dezembro de 2006


Jornalista e designer criam ícone para servir a Web


É um não-me-esqueças, ou, se preferir, um miosótis, na denominação de raiz grega. Uma pequena flor azul, de cinco pétalas, que Mário Cameira, Web designer do PÚBLICO, desenhou a partir de uma ideia do jornalista José Vítor Malheiros, director do PUBLICO.PT. Esta pequena flor azul nasceu para servir a Web.
Numa altura em que muitos sites têm um registo obrigatório, mesmo que sejam de acesso livre, é comum, quando inserimos pela primeira vez o nosso nome de utilizador e a palavra-chave, que o site pergunte se queremos que ele memorize os nossos dados naquele computador. Basta para isso assinalar uma quadrícula seguida da expressão "Remember me" (Lembra-te de mim). O que Mário Cameira e José Vitor Malheiros propõem agora é que, em substituição da longa frase que, segundo Cameira, "incomoda qualquer web designer", os sites passem a usar uma pequena flor azul que pretendem que, dentro de algum tempo seja tão conhecida dos cibernautas como a pequena lupa que todos sabem que serve para aumentar a dimensão dos caracteres no ecrã, ou a casinha que nos leva à página inicial de um site.
O miosótis azul, o "Remember me icon", tem um site (http://www.remembermeicon.org) onde se pode conhecer a sua história e condições de utilização com base numa licença Creative Commons (CC), uma flexibilização do conceito de copyright que, em vez de blindar as obras de autor contra o seu uso, reutilização e manipulação, permite que os autores abdiquem de alguns dos seus direitos de forma selectiva. Neste caso o ícone pode ser copiado, distribuído, utilizado e alterado livremente, desde que não seja com fins comerciais. A.M.



in Público

0 weedeias: