Resultados de pesquisa

BD-ependência

|
Olá, Eu sou o Dahn e leio BD. (ouve-se um coro de vozes em uníssono num sonante "Olá, Dahn.").
Podia ser este o início de uma reunião de Viciados em BD Anónimos mas é na verdade aquilo que o assíduo cliente do Mundo Fantasma (actualmente o site está em reconstrução, mas podem acompanhar o blog.) pode dizer sempre que sai daquela loja.
Mudada há pouco tempo de um canto oculto do Centro Comercial Brasília na Praça Mouzinho de Albuquerque (vulgo, Rotunda da Boavista) para instalações mais amplas no mesmo decano edifício, encontramos, mal subimos as escadas da porta da Avenida da Boavista e virando à esquerda, um dos últimos baluartes, um autêntico bastião de tenacidade e persistência do Mundo da BD.
Não se sabe se por inspiração arrancada aos heróis que enchem as prateleiras, se por movidos pelo simples amor à arte em quadradinhos, o Mundo Fantasma continua a ser, no Porto, um dos poucos locais onde um verdadeiro apreciador de uma das novas artes pode apreciar e adquirir itens raríssimos (ou pelo menos, menos comuns) sem ter de recorrer a páginas de internet, a pay-pals, amazons, e-bays e afins.

O procedimento é simples e aconselhável a toda a gente. Entra-se. Procura-se o que se quer. Aos verdadeiros apreciadores, mais responsáveis, aconselho do degustativo folheio de uma ou outra publicação, antes da compra. Se por ventura não se descobrir o que se quer, do mais simples Manga (à japonesa) ao comic americano, peça-se ajuda aos solícitos, muito simpáticos e eles próprios verdadeiras enciclopédias de Banda Desenhada empregados: Marco Novais e Vasco Carmo. Como se dotados de um sexto sentido, guiarão os clientes com conselhos e contextualizações várias até à publicação desejada.

E há de tudo. Das colectâneas de strips aos verdadeiros romances e novelas de ficção científica. Dos autores actuais e em início de carreira, àquele autor já falecido de quem só quem gosta muito de Banda Desenhada já ouviu falar. O melhor é que, quer o Vasco quer o Marco, conhecem-los a todos, o nicho de cada um, como se arrumassem toda a loja continuamente eles próprios (que por acaso é o que fazem a cada nova remessa de publicações).
Mas nem só de Banda Desenhada vive o Mundo Fantasma. Qualquer apreciador de fanzines, jogos de estratégia e tabuleiro, figuras de acção, etc. encontrará por certo neste estabelecimento mais e melhor do que esperaria a princípio encontrar numa vulgar loja de BD. A razão? O Mundo Fantasma não é uma vulgar loja de BD.

Para aqueles que consideram que todas as formas de arte pertencem a uma exposição e não a uma loja... Bom, o reality-check dá-se com a pequena galeria anexa à loja onde se pode verdadeiramente admirar páginas de banda desenhada em quadro como numa tela, regra geral de autores portugueses em busca de um lugar ao sol. A última exposição, ainda aberta até dia 25 deste mês e entitulada "Má Raça", contém peças de autoria de Alex Gozblau, merecendo certamente uma visita, mais que não seja por ser gratuíta.

Por isso, quer se esteja à procura das últimas publicações da Marvel, da DC ou da Dark Horse, quer se procure algo que nem numa pesquisa do Google encontrem, levante-se o rabo do sofá ou da cadeira da secretária para uma visita a este admirável Mundo Fantasma. Quem for demasiado preguiçoso para o fazer já, espreite ao menos o blog para mais alguns detalhes sobre o projecto que levou à loja ou para ter uma preview do que poderá encontrar no estabelecimento físico em http://blog.mundofantasma.com/. Aconselhado vivamente por um consumidor assíduo.

Nota: Podem acompanhar no Twitter/Mundo Fantasma.

5 weedeias:

aldasilva disse...

Já sigo no Twitter :)

izzie disse...

Stalker! :p

aldasilva disse...

No, assertive fan!

izzie disse...

Cof cof!

Mi engan qui eu gosto, né?

aldasilva disse...

Eu é mais bolos. ;)
E o objectivo deste post continua ser dinamizar a Mundo Fantasma!