Resultados de pesquisa

Britânicos alertam para o aumento de sites pró-ana

|

Grupos britânicos que estudam desordem alimentar alertaram para o aumento de sites na internet que incentivam a anorexia e bulimia.

Segundo os especialistas, os sites, conhecidos como pró-ana, alegam que oferecem apoio, mas, na verdade, glorificam as doenças e desencorajam as pessoas a procurar assistência médica. Eles dizem que os sites oferecem dicas de como perder peso e descrevem os distúrbios alimentares como algo normal.

"Acho que os servidores deveriam fechar esses sites imediatamente", sugeriu a médica Dee Dawson, da clínica Rhodes Farm, especializada em distúrbios alimentares infantis.

'Estilo de vida'

Em entrevista à BBC, uma estudante universitária identificada apenas como Kasia, explicou por que gosta dos sites pró-ana. "Acho que estou satisfeita que os encontrei porque, de outra forma, eu teria me sentido totalmente sozinha", disse. Mas, para a médica Dee Dawson, os sites "querem recrutar as pessoas para esse clube esquisito".

A psicóloga Amanda Hills, integrante do Centro Nacional de Desordens Alimentares, afirma que os sites "mantêm as pessoas doentes" ao invés de ajudá-las. "O perigo é que eles são para pessoas que escolheram ficar doentes", disse.

Outro especialista, Steve Bloomfield, da Associação de Desordens Alimentares, aponta ainda o apelo "sedutor" que se faz para a anorexia e a bulimia: "Eles exaltam isso como um estilo devida, como uma escolha, e, por essa razão, quando as pessoas entram nestes sites, encontram alguém com desordem alimentar que parece realmente entender do que se trata", conclui Bloomfield.


Fonte: BBC Online

Ver também:
"Teenage Male Anorexia"
""Superwaif" regulation call"
"The shape we're in"

0 weedeias: